imagem de capa da página

PESQUISAR NESTE BLOG

quinta-feira, 8 de março de 2018

RICARDO DE BENEDICTIS - CRÔNICA



LULA E O REI MIDAS. O QUE ELES TÊM DE PARECIDO?
Midas é parte da mitologia grega que lhe atribuía a força divina de transformar em ouro tudo quanto  tocasse.
Ricardo De Benedictis
Lula é um líder político de peso no Brasil, famoso na América, na Europa, na Ásia e na África. Formou quadros em seu partido que ajudou a fundar com as bênçãos dos padres da Teoria da Libertação, conseguiu sair da função de torneiro mecânico – aposentando-se por ter amputado o dedo mindinho, e por isso, sendo carinhosamente tratado pelos amigosmais íntimos pela alcunha de ‘Nine’ – nove, em inglês, chegando a presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, a deputado federal e a Presidente da República. Era paupérrimo, mas enriqueceu. Ao contrário de Midas, tem a força magnética num sentido quase diabólico. Transforma seus amigos, compadres, filhos e camaradas de partido, de homem comum pobre, em celebridade rica, para depois de algum tempo, levá-lo a sucessivas condenações na Justiça e assim, perder a liberdade de antes para ser confinado, ter sua biografia enlameada, a família envergonhada e muitas vezes também confinada no cárcere, tendo os bens ou boa parte dos bens resultantes do enriquecimento ilícito, confiscados pelo Estado.

Além do mais, como aconteceu na Grécia, cujo turismo elevou seu status a sucessivas e longas fases de crescimento financeiro, Lula encontrou um Brasil em franco crescimento e pleno emprego em 2002, quando assumiu o comando do país e deixou, com sua sucessora, em 2016, no trágico momento da nossa Economia, tendo que aumentar o tempo útil do trabalhador e achatando salários, com ameaças da Previdência de falência iminente.

Realmente, há evidências que permeiam o dia a dia de toda a população brasileira. Sem falar na desorganização generalizada da nossa Segurança Pública, o aumento insuportável do tráfico de drogas e de armas, a Educação e a Saúde em frangalhos. Uma herança política difícil de equacionar e que ele e seus seguidores atribuem aos adversários que denominam de ‘eles’, sem qualquer arrependimento pelo grande mal que causaram ao nosso Brasil.
Na História, o ‘rei’ Lula também terá o seu lugar reservado por ter destruído tudo o que encontrou de bom no Brasil, como se odiasse o país que lhe serviu de berço e lhe ofereceu todas as oportunidades para ser o Homem do Século, ou mesmo o Pai da Pátria! É uma pena que a ganância e a gula tenham ofuscado o grande líder do século XX que ele encarnou.

Agora, já senecto, vive lutando nos tribunais por habeas corpus para que não seja preso, condenado a 12 anos e um mês já na Segunda Estância do Judiciário Federal e na expectativa de mais algumas condenações que o farão na História Pátria, um cidadão desprezível, que usurpou do Poder que o Povo lhe conferiu para trair a confiança e a esperança de 200 milhões de brasileiros, sem qualquer arrependimento, já que em sua doentia concepção, a exemplo dos seus gurus, Stalin, Fidel Castro, Kim-Jon-Un, Maduro,etc, o país é seu e dos seus seguidores.

Para ele, todos os outros brasileiros são massa de manobra, principalmente os conterrâneos do Norte/Nordeste, cujos votos diz que podem ser comprados a 10 reais, segundo publicação não desmentida.

Breve saberemos mais episódios grotescos desta triste odisséia! Verdadeira tragi-comédia à brasileira, que nos leva a Nelson Rodrigues e sua maneira realista de encarar os fatos, misturando-os à imaginação e à obra de ficção do grande teatrólogo. Só que, enquanto Nelson Rodrigues nos faz rir e chorar, as barbaridades cometidas pelo Lula só nos envergonham e humilham!

Nenhum comentário: